quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

7 PRINCÍPIOS BÁSICOS DA CONFIANÇA

Autor: Addae do Carmo

Diariamente passamos por situações que podem destruir nossa confiança e a confiança que temos em outros. No livro Comportamento Organizacional de Stephen Robbins, o autor apresentam sete princípios básicos para a confiança, são conselhos de extremo valor e que valem a pena a reflexão.
O autor apresentam pontos que podem construir ou destruir a confiança e se você está tendo problemas na sua organização com algum desses pontos agora pode ser a hora da mudança, tudo depende de você.

1° Desconfiança destrói a confiança: as pessoas confiantes demonstram sua confiança aumentando sua abertura em relação aos outros, passando informações relevantes e expressando sua real intenção. No entanto as pessoas que não confiam agem de forma totalmente diferente, elas escondem a informações e agem sempre de forma oportunista querendo sempre levar vantagem.
Para se proteger dessa exploração constante um grupo de pessoas confiantes torna-se desconfiadas. Assim sendo então, um grupo pequeno de pessoas desconfiadas pode envenenar toda uma organização. (ROBBINS, 2009, 2005, p. 280).

2° Confiança gera confiança: da mesma forma que se mostrando desconfiança gera mais desconfiança, mostrar confiança na outra pessoal pode gerar reciprocidade. É possível notar que lideres eficazes vão construindo a confiança aos poucos e também encorajam seus liderados a responder da mesma forma. Ao se oferecer confiança aos poucos se reduz a chance de ter essa confiança traída.(ROBBINS, 2009, 2005, p. 280).

3° Crescimento muitas vezes mascara a desconfiança: o crescimento da oportunidade de promoções rápidas e também maior poder e responsabilidade aos líderes. Dessa forma os lideres tendem a tratar os problemas com medidas paliativas ou o famoso “tapa buraco”, apenas para dizer que resolveu e deixa os problemas que surgem da desconfiança para os seus sucessores, ou seja, assume uma atitude de curto prazo porque não estarão por perto para ver a consequência de seus atos. Os efeitos da desconfiança torna-se evidente para os seus sucessores quando o ritmo do crescimento cai. (ROBBINS, 2009, 2005 , p. 280).

4° Redução de pessoal (ou downsizing) testa o mais alto grau de confiança: a proposição que se deduz imediatamente o crescimento discutido acima, é que a redução (ou downsizing) ameaça até o mais confiante dos ambientes. Demissões são e sempre serão assustadoras. Mesmo depois de terminados os cortes os que ficam em seus empregos se sentem inseguros. Quando o empregador quebra o laço de lealdade demitindo funcionário, haverá menos disposição dos colaboradores confiarem nas decisões de seus dirigentes e naquilo que eles dizem.(ROBBINS, 2009, 2005 , p. 280).

5° Confiança aumenta a coesão: A confiança mantém as pessoas juntas. Confiança significa que as pessoas realmente podem contar umas com as outras, se uma pessoa precisar de ajuda ela sabe que outros virão em seu auxílio ou apoio. Quando as adversidades vem, os membros da equipe confiam uns nos outros e trabalham juntos e são capazes de grandes esforço para atingir as metas do grupo.(ROBBINS, 2009, 2005 , p. 280).

6° Desconfiança destrói o grupo:quando os membros da equipe desconfiam uns dos outros, eles se repelem e se separam. Eles buscam interesses pessoais ao invés dos interesses do grupo. Eles tendem a não acreditam uns nos outros, sempre estão alertas contra explorações e restringem sua comunicação. Estas atitudes tendem a prejudicar ou, até mesmo destruir o grupo.(ROBBINS, 2009, 2005 , p. 280).

7° Desconfiança geralmente reduz a produtividade:embora não se forma afirmar com certeza que a confiança aumente a produtividade embora isso geralmente aconteça, a desconfiança quase sempre reduz a produtividade. A desconfiança leva a um enfoque nos assuntos pessoais dos membros do grupo, dificultando uma visão do objetivo comum. As pessoas sonegam informações e buscam secretamente atender os próprio interesses. Quando enfrentam problemas, os funcionários evitam compartilhar com os outros, temendo ser prejudicados. O clima de desconfiança estimula formas disfuncionais de conflitos e dificulta a cooperação.

Espero que reflita sobre esses pontos, pois são muito importantes e podem por aprova qualquer estratégias, podendo definir sucesso ou fracasso.


Leu? Gostou? Compartilhe!
Postar um comentário